• Eali

Tendência de consumo: Indulgente e Saudável

Atualizado: Jan 30


A nova era dos saudáveis

Pesquisas brasileiras mostram que metade da população está obesa ou sobrepeso, desenvolvendo diversos tipos de doenças associadas à obesidade e à má alimentação. Por esse motivo as opções saudáveis não param de crescer, não só no Brasil como no mundo todo.

Segundo um estudo da Euromonitor, o mercado mundial de ingredientes saudáveis cresceu 6,75% entre 2013 e 2014. Nos últimos cinco anos produtos com algum apelo saudável cresceram 98%, contra 67% dos convencionais. Associado à isso, um estudo realizado pela Dunnhumby aponta que 90% dos brasileiros acreditam ser importante que os supermercados e a indústria os ajudem a fazer escolhas mais saudáveis.

Apesar dessa nova era, as pessoas estão mais exigentes e encontram dificuldades em consumir uma dieta 100% saudável quando não sentem tanto prazer na alimentação. É aí que entra essa nova tendência, onde se mistura a saudabilidade, a indulgência e a conveniência.

Nova tendência

Não basta que o produto seja saudável, também é preciso que seja gostoso!

A maioria dos consumidores de guloseimas, principalmente doces, têm consciência que esse hábito não faz bem para a saúde, porém é um desafio deixá-lo de lado. Um estudo feito pela Mintel nos EUA mostrou que 94% dos americanos consomem pelo menos um snack por dia, e entre eles, 60% afirmam que há falta de produtos indulgentes e saudáveis no mercado. Isto traz um alerta às indústrias e serviços de alimentação para esse novo nicho do mercado, em que é preciso atender às exigências dos consumidores que buscam a saudabilidades mas não ficam satisfeitos com produtos que não proporcionam prazer no momento de consumo.

Indústrias que tomaram a dianteira nas ações para atender o apelo da indulgência + saudabilidade estão lançando diversas estratégias em todo o mundo. Algumas modificações não são grandes, mas têm significado. Nas embalagens já procuram deixar claro os atributos do alimento, ou apresentam produtos em mini porções (praticidade, conveniência e indulgência).

No Brasil, cerca de 18% da população consome doces cinco vezes por semana. A partir disso, indústrias começaram a desenvolver produtos que fossem saudáveis e indulgentes ao mesmo tempo. Isso não é fácil, exige longo período de pesquisa e testes para alcançar um produto que se assemelhe ao convencional, para que então novos produtos comecem a surgir no mercado.


Mas onde estão esses produtos

As pessoas vem demonstrando maior interesse por produtos balanceados, com a presença de todos os macronutrientes, principalmente no aumento do teor de proteínas, fibras e gorduras boas, que proporcionam saciedade e benefícios à saúde, e redução de açúcares e opções refinadas.

Um exemplo de inovação nesse setor, já no mercado, são sorvetes com vegetais incorporados, sem o sabor dos vegetais, proporcionando o maior consumo desses alimentos associados à um alimento totalmente indulgente, como o sorvete.

Sobremesas como pudins e balas, seguem a mesma tendência visando uma ideia clean label (sem aditivos) e sem alergênicos.

Além desses citados, produtos veganos e orgânicos, chocolate amargo, bebidas vegetais, nuts, entre outros, também estão em alta e não podem ser esquecidos nessa nova tendência.

Empresas de bebidas, como a Coca-Cola, nos últimos seis anos também investiram nessa nova tendência. A companhia reformulou 60 receitas do portfólio, entre elas 42 receitas obtiveram redução na quantidade de açúcar. São consideradas duas frentes: redução de açúcar e embalagens menores (mindful snaking) para quem busca reduzir o consumo ou consumir açúcar em pequenas quantidades.

A questão é: produtos que são gostosos, saudáveis e prontos para o consumo são a ‘’onda do momento’’. As indústrias devem procurar entender as necessidades e exigências dos consumidores, investindo em pesquisa e novos nichos de mercado. Saber o que o consumidor procura é o primeiro passo para fazer as modificações necessárias e acompanhar as tendências, não visando o lucro, mas a inovação e satisfação do consumidor, tendo como consequência o impulsionamento dos produtos no mercado.


Os movimentos recentes do mercado derrubam qualquer paradigma existente entre indulgente x saudável. Aliar saúde e prazer é uma aposta cada vez mais vigorosa nas estratégias de inovação.

E aí vai uma baita informação:

83% dos consumidores estão dispostos a pagar mais por uma alimentação saudável.

Então, tem interesse em desenvolver um produto inovador e que segue a nova tendência do mercado? Saiba como podemos te ajudar entrando em contato.

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa? 

A Eali é uma empresa júnior de consultoria em engenharia de alimentos da UFRGS.

Copyright 2018 © EALI. Todos os direitos reservados.

A Empresa

Av. Bento Gonçalves, 9500
90540-000 Porto Alegre, Rio Grande do Sul

(54) 996 201 148

(51) 999 029 862