• Eali

Destaque da indústria: vinhos do Nordeste


Mesmo que você não seja um apreciador de vinhos, provavelmente já ouviu falar que a produção da bebida é tradicionalmente oriunda de regiões frias. Não é à toa que, o estado do Rio Grande do Sul, além de ser o maior produtor de uvas do Brasil, também é responsável por cerca de 90% da produção nacional de vinhos e sucos de uva.


Mas e se eu te disser que, plantações de uva localizadas no Nordeste brasileiro podem ser cultivados e, ainda por cima, render bons vinhos, você acreditaria? Se sua resposta for não, você está totalmente enganado. A região de clima semiárido, tem se destacado pelos seus vinhedos e produção de bons vinhos. Inclusive, um dos mais importantes eventos da indústria do vinho brasileiro, Grande Prova Vinhos do Brasil (GPVB), premiou na 9° edição do evento, que ocorreu em 2020, 66 vinhos, dentre eles, 6 nordestinos.

Os vinhos nordestinos possuem traços que os diferenciam daqueles produzidos na região Sul. Com temperaturas mais quentes, as uvas produzidas no Nordeste amadurecem em sua totalidade, possuem uma concentração alta de açúcar, e consequentemente, geram bebidas com muito álcool e pouca acidez. Além disso, os vinhos são mais jovens, pois a falta de frio dificulta a produção de componentes que dão longevidade à bebida.


Como a região não possui variação climática durante as estações, é possível o desenvolvimento da videira durante o ano todo, bem como a colheita da uva. As boas condições naturais aliadas a tecnologias, como, por exemplo, irrigação, faz com que seja possível controlar o ciclo da planta, através da disponibilidade de água no solo.


O munícipio de Natuba, no estado da Paraíba, tem se destacado na produção da uva Isabel. A cidade possui 140 hectares plantados de uva e em 2020, o munícipio produziu, em apenas duas colheitas, média de 30 toneladas dessa uva na safra anual por hectare. A

uva produzida na região é mais consumida in natura, mas também é bastante utilizada para produção de polpas e vinhos.


Atualmente, há diversos estudos e pesquisas para introdução de outras variedades de uva na região de Natuba, que vai possibilitar novas oportunidades de negócio, bem como aquecimento da economia e a geração de mão de obra para famílias agricultoras locais. A adaptação de variedades de uvas de qualidade em áreas diferentes das regiões produtoras tradicionais, é de extrema importância, para se anteciparem aos potenciais impactos ambientais no futuro e manterem o potencial econômico do país.


Ficou com dúvida sobre os vinhos do nordeste? Entre em contato conosco, clicando aqui!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa?