• Eali

Bebida láctea e iogurte: Entenda as diferenças

Seja misturado com frutas, sementes ou cereais, o iogurte e a bebida láctea estão presentes no nosso cotidiano, fazendo parte do café da manhã ou de outras pequenas refeições ao longo do dia, visto que são perfeitos para manter uma dieta equilibrada e rica em cálcio. Contudo, o que muitos não sabem é que existe uma diferença bem significativa entre os dois produtos, podendo causar confusão entre os consumidores.


Sempre juntos nas prateleiras dos supermercados, o iogurte e a bebida láctea são uma ótima opção de um lanche rápido e saudável, por serem ricos em nutrientes, proteínas, cálcio, fósforo, zinco, magnésio e vitaminas do complexo B. Entretanto, apesar de possuírem diversas semelhanças entre si, o modo de preparo varia entre esses dois produtos, bem como seus ingredientes, ocasionando diferenças no resultado final, como suas texturas e taxas nutricionais.


De acordo com a Instrução Normativa Nº 16, de 23/08/2005 do MAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, podemos definir iogurte e bebida láctea das seguintes formas:


Iogurte: produzido através de leite fermentado por bactérias benéficas ao nosso organismo, sendo a fermentação realizada obrigatoriamente por cultivos protosimbióticos (Streptococcus salivarius subsp. thermophilus e Lactobacillus delbrueckii subsp. Bulgaricus) podendo ser acrescentadas, de forma complementar, outras bactérias ácido-láticas. A base láctea representa pelo menos 70% do total de ingredientes do produto, e o teor de proteínas é de 2,9 g a cada 100 g de produto. Possui uma consistência cremosa e pode ser consumido natural ou acrescido de outros ingredientes, como polpa de frutas e mel.


Bebida láctea: é o resultado da mistura de leite e soro de leite, podendo ou não conter gordura vegetal, leite fermentado, fermentos lácteos e outros produtos alimentícios, tais como polpas de frutas e mel. A base láctea representa pelo menos 51% do total de ingredientes do produto, e precisa ter, no mínimo, 1 g de proteína a cada 100 g de produto. Possui uma consistência mais líquida devido à presença do soro de leite.


Mesmo após entender as diferenças citadas acima, ainda pode restar uma dúvida: afinal, por qual se deve optar?



Embora ambos sejam alimentos altamente nutritivos e que ajudam a deixar nosso organismo mais saudável e equilibrado, do ponto de vista nutricional, a melhor opção é o iogurte, pois possui uma maior quantidade de proteínas, cálcio e bactérias benéficas em comparação com a bebida láctea. Esta última, por ser mais diluída devido à presença do soro de leite, é menos calórica que o iogurte e mais acessível também, porém apresenta menor qualidade nutricional.


Na hora das compras, é importante ler bem os rótulos dos produtos, e optar por aqueles que apresentarem uma maior quantidade de proteínas. Uma lista extensa de ingredientes e nomes estranhos ao consumidor indicam um produto mais industrializado e menos saudável, então é sempre bom conferir antes de levar um produto para casa.


Se interessou pelo nosso conteúdo? Confira alguns dos nossos materiais clicando aqui, é gratuito!


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa?