• angellagirardi

A diversidade cultural nos alimentos

Um conjunto de práticas alimentares, determinadas ao longo do tempo por uma sociedade, passa a fazer parte de sua identidade, e o ato da alimentação também envolve as formas e tecnologias de cultivo, manejo e coleta do alimento, a escolha, seu armazenamento, formas de preparo e de apresentação. Podemos observar que nos países próximos ao mar, os peixes e os frutos do mar tornam-se a principal fonte de proteína animal. Com a necessidade de preservar alimentos, países afetados por guerras ou alterações climáticas desenvolvem técnicas de conservação e de preparo que relacionam o alimento à região.


Na Europa, o excesso e escassez alternados na produção de alimentos, condicionado a eventos climáticos e históricos de guerras, levou ao desenvolvimento de geleias e picles.

A batata está presente fortemente em todo continente europeu, sendo muito utilizada na cozinha alemã, holandesa e suíça, tanto em forma de purê como cozida, acompanhando os diferentes tipos de mostardas, das mais suaves às mais picantes.

Nas cozinhas orientais, a ritualização é o ponto marcante pois para tudo há uma razão de estar na mesa naquele momento, e cada prato exige procedimentos especiais para sua elaboração. A chinesa busca desenvolver a mistura de ingredientes de forma harmoniosa, enquanto que a japonesa procura preservar as propriedades nutricionais de cada componente.


Já a diversidade da cultura alimentar do Oriente Médio é influenciada pela identidade religiosa de seu povo. Como por exemplo, a alimentação judaica é influenciada pelas leis da Cashrut que são normas que envolvem seleção da matéria-prima, abate de animais, higienização, cuidados na manipulação, preparo e consumo de alimentos e uso de determinados utensílios.


A cultura alimentar nas Américas está fortemente relacionada às populações que para cá se deslocaram trazendo hábitos, necessidades, variedades de alimentos, temperos, mudança nas preferências, receitas, crenças e tabus.



A cozinha brasileira é o resultado das influências culturais portuguesas, africanas e indígenas, mas cada região desenvolveu uma cultura alimentar peculiar e característica implantada pelos imigrantes que vieram para cá como os italianos, alemães, japoneses, espanhóis, árabes e suíços. Porém, dois alimentos são unanimidade brasileira: o arroz e o feijão, e a única variação é a espécie dos grãos e o modo de preparo.


Atualmente, com a mudança do estilo de vida e a necessidade de refeições rápidas em grandes cidades do mundo, estão aderindo a ”comida de rua” que são comidas prontas vendidas nas ruas como pastéis, cachorro quente, etc. Graças à tecnologia, a prática diária de Delivery também está se consolidando devido a praticidade e comodidade.

Nas mais diferentes culturas, percebemos que a alimentação é influenciada por regiões, clima, hábitos, crenças, imigrantes mas também pela inovação para se adaptar ao contexto histórico inserido. Hoje, devido a pandemia, o estabelecimento que não se adaptou ao delivery, provavelmente vem sofrendo em maior escala com as consequências da crise na economia. Por isso, o ramo alimentício sempre será afetado, pois a cada dia que passa, uma nova história vem sendo escrita e um novo momento sendo gerado. Qual será o próximo passo? Aguardemos!


Gostou do nosso blog? Se inscreva em nossa Newsletter para receber quinzenalmente mais conteúdos! Saiba mais aqui.

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa? 

A Eali é uma empresa júnior de consultoria em Engenharia de Alimentos da UFRGS.

A Empresa

Av. Bento Gonçalves, 9500
90540-000 Porto Alegre, Rio Grande do Sul

(51) 999 029 862

Copyright 2018 © EALI. Todos os direitos reservados.