• Eali

A comida do futuro- Insetos como alimentos



Quando pensamos em insetos no setor alimentício, logo dá um certo nojo ou repulsa. Porém, em alguns países asiáticos, principalmente na China, é comum utilizá-los dessa forma.

Mas você sabia que esse uso de insetos vêm se tornando uma forte tendência em países europeus e até mesmo no Brasil? Isso não só é um fato, como já está sendo chamado de “a comida do futuro”. Continue lendo que te contaremos os detalhes dessa inovação no setor alimentício.


Por que utilizar insetos como alimento?


No Ocidente essa tendência já é algo atual e inclusive, pesquisas sobre o desenvolvimento de alimentação à base de proteínas de insetos já existirem há anos.

O consumo de insetos por humanos é benéfico principalmente devido a composição nutricional. Os insetos são capazes de oferecer para os seres humanos nutrientes de alta qualidade, destacando-se proteínas, sais minerais, vitaminas e lipídios, além de serem fontes de fibras alimentares.

Se comparados à aves e bovinos, os insetos são mais ricos em nutrientes. Ademais, a criação desses animais para o consumo se torna mais econômica, visto que é necessária uma menor quantidade de ração em sua alimentação para a mesma conversão em massa que pode ser consumida pelas pessoas, além de se reproduzirem rapidamente, ocuparem um menor espaço e também devido a necessitarem de menos água. É importante destacar que em contraste com qualquer proteína animal ingerida pelos seres humanos os insetos apresentam uma menor probabilidade de transmitir doenças, em função de possuírem uma morfologia de sangue frio.


Como podemos produzi-los para o mercado?


Existem várias maneiras de fabricar produtos alimentícios utilizando insetos como matéria-prima. A utilização de grilos desidratados, por exemplo, para uma farinha que pode ser usada normalmente em qualquer tipo de massa, alimento e até mesmo em vitaminas e suplementos alimentares. Portanto, o consumo dos insetos pode ser feito de muitas formas diferentes.


Essa tendência veio para ficar?


Pensando nos esforços da ONU para tentar solucionar não só os problemas de desnutrição que existem, mas também os que estão por vir, podemos pensar que essa tendência irá sim se desenvolver no mercado. Além disso, é um mercado vantajoso, por demandar espaços menores, além de emitir menos gases poluentes e a produção ser mais barata.

Tudo isso somado ao rico quadro proteico e a real necessidade de solucionar os problemas de desnutrição no mundo, nos faz afirmar que a alimentação à base de insetos se tornará uma realidade no mercado antes do que imaginamos.


E você, comeria insetos? Ficou curioso sobre outros assuntos da área de alimentos? Acesse nossos conteúdos gratuitos e caso se interessar por nossos serviços, nos contate.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa?