Design-sem-nome-_10_ (1).jpeg
Farofa vegana

Desenvolvimento de produto

Situação

Em 2019, uma cliente buscou a Eali com o objetivo de desenvolver uma farofa vegana inspirada em um produto já comercializado na sua cidade. Entretanto, não existiam informações bases para reproduzir essa farofa e a cliente não detinha os conhecimentos técnicos para desenvolver um produto.

Projeto

Visando desenvolver um serviço de qualidade, a Eali iniciou o projeto de desenvolvimento de produto através de uma pesquisa técnica, que consistia em uma busca voltada para à legislação e para os métodos de processamento já utilizados em fabricações de produtos similares ao que a cliente desejava. Além disso, nessa primeira etapa, também foram elaboradas diversas formulações para a nova farofa, levando também em consideração  os produtos existentes no mercado.  

Após a definição das formulações, iniciaram-se os testes de cada uma para analisar como resultava o produto a partir de diferentes métodos de produção. Durante esse período, a cliente recebia as amostras de cada uma das tentativas de formulações  e apontava as melhorias que desejava. A partir disso, após todos os testes, foi definida a composição próxima ao ideal para a farofa. 

Com a aceitação da cliente perante a formulação, a farofa partiu para a etapa da análise sensorial, que consistia na verificação da aceitação do produto em um público geral. Nessa parte do serviço de desenvolvimento, obteve-se uma resposta positiva perante o que foi produzido, sendo considerada melhor do que a farofa na qual foi inspirada. Após, foi procedida a ficha técnica da farofa.

Gostaria de desenvolver um novo produto?

Entre em contato conosco!

Solução

Atualmente, com a farofa vegana em circulação no mercado, a cliente relata que obteve uma aceitação muito boa de seu público-alvo e que suas vendas alavancaram, sendo divulgada até por influenciadores. Dessa maneira, suas expectativas foram alcançadas através do serviço de desenvolvimento de produto prestado pela Eali.

Depoimento da cliente

“A experiência foi boa desde o primeiro contato. Sempre fui tratada muito bem. Foram atenciosos, atendendo às minhas exigências. Foi bem positivo pela questão da atenção que tiveram comigo e pela experiência com pessoas jovens.”

Mirian Barbosa Freitas, dona da Companhia da Farofa