• Eali

Sabores botânicos: influência de flores e plantas no alimento

Com a troca de estações, as mudanças climáticas nos fazem tomar uma série de pequenas mudanças, às vezes imperceptíveis, em nosso cotidiano. Nos faz refletir não somente na quantidade de roupas que vestimos ou nas cores que escolhemos usar, mas também na nossa alimentação como um todo. As frutas, verduras e todos os outros alimentos vegetais que consumimos são sazonais, ou seja, nascem em maior quantidade na estação mais propícia ao seu desenvolvimento. Com a chegada da primavera, a grande maioria das plantas floresce, mostrando todas as cores que podem nos oferecer. Essas são fortemente apreciadas por sua beleza e por seus perfumes agradáveis. Mas quando se trata de utilizar as flores e folhas como ingredientes em pratos de restaurantes, certo desconforto pode vir à tona. Não muito comum no mundo ocidental dos tempos modernos, a arte de comer e enfeitar pratos com flores e folhas é uma prática antiga um pouco esquecida no tempo, amplamente utilizada pelos nativos das Américas, na Ásia e na Europa medieval.


Flores no Prato


Atualmente, consumimos pouquíssimas flores no dia a dia, e muitas sem nos darmos conta, como o brócolis, a couve flor e a alcachofra, por exemplo. Mas criar pratos ricos em flores normalmente usadas somente em buquês faz com que a comida fique mais colorida, ressaltando sua beleza. Seu aroma natural quebra e suaviza o cheiro muitas vezes forte dos alimentos. Além disso, seus sabores frescos incrementam as receitas e harmonizam no paladar. Cada flor tem um sabor diferente, que pode combinar mais ou menos com cada refeição. Ademais, as flores contêm diversas substâncias benéficas para a saúde humana, informação que muitos desconhecem. Elas são ricas em fibras, vitaminas e antocianinas, antioxidante poderoso que pode prevenir o envelhecimento precoce e outras doenças. Também são pouco calóricas: cerca de 100 gramas contém apenas 40 calorias. Se olharmos para cada espécie, veremos que cada uma delas possui ainda mais propriedades nutricionais além das citadas.


Flores Comestíveis e seus Benefícios


LAVANDA - uma das mais populares para ser usada em receitas, a lavanda é um calmante natural.


AMOR-PERFEITO - flor que chama atenção por sua beleza e por suas cores, o amor-perfeito possui vitamina C, óleos essenciais, carotenoides e rutina, flavonoides com atividades antioxidante e anti-inflamatória. Também possui diversas propriedades, como anti-inflamatória, diurética e bactericida.


CALÊNDULA - a flor em si é rica em triterpenoides, substâncias com ação anti-inflamatória. Já suas folhas e seu caule são ricos em luteinazeaxantina, importante na prevenção da degeneração dos olhos.


HIBISCO - ajuda a impedir a absorção de gorduras dos alimentos pelo organismo, além de ter efeito diurético


CAMOMILA - muito utilizada na forma de chá, apresenta em sua composição flavonóis, vitaminas A e C, óleos essenciais, entre outras substâncias. É uma flor com propriedades calmante, analgésica e anti-inflamatória, que estimula o sistema imunológico contra infecções.


ATENÇÃO: as flores devem ser compradas de quem faz o cultivo somente para uso culinário, sem a utilização de agrotóxico ou tratamento químico. Além do mais, é importante atentar para o fato de que nem todas as flores são comestíveis, e algumas podem levar à intoxicação. Pesquise antes de usar.


Está pensando em fazer um produto diferentão? Use flores e chama a Eali! Nós te ajudamos a fazer um produto lindo, gostoso e com qualidade nutricional, para que você possa inovar no mercado e alavancar sua empresa. Vêm conosco!

Prestamos consultoria em engenharia de alimentos com apoio de professores e laboratórios da UFRGS

Saiba como podemos te ajudar:

Não sabe exatamente do que precisa? 

A Eali é uma empresa júnior de consultoria em engenharia de alimentos da UFRGS.

Copyright 2018 © EALI. Todos os direitos reservados.

A Empresa

Av. Bento Gonçalves, 9500
90540-000 Porto Alegre, Rio Grande do Sul

(51) 997 415 959

(51) 999 550 910